Aplicação foliar de silício em plantas jovens de cacau submetidas à deficiência hídrica

Leonardo Valandro Zanetti, Camilla Rozindo Dias Milanez, Vinicius Novo Gama, Marco Antonio Galeas Aguilar, Carlos Alberto Spaggiari Souza, Eliemar Campostrini, Tiago Massi Ferraz, Fábio Afonso Mazzei Moura de Assis Figueiredo

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar as características fisiológicas e anatômicas de plantas de um clone de cacau (Theobroma cacao) em resposta ao deficit hídrico após a aplicação foliar de silício. Utilizou-se o delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições, em arranjo fatorial 2x3, com dois regimes hídricos (irrigado e não irrigado) e três concentrações de silício (0, 1,5 e 3,0 mg mL-1) aplicadas como pó molhável de SiO2. As plantas foram avaliadas 20 dias após a aplicação dos regimes de irrigação. O uso de SiO2 aumentou a estabilidade das membranas celulares e a eficiência fotoquímica das plantas sob deficit hídrico. A concentração de 1,5 mg mL-1 de SiO2 aumentou a taxa fotossintética, a eficiência do uso da água e a taxa de carboxilação, além de ter mitigado o efeito do estresse oxidativo. A densidade estomática foi reduzida em plantas não irrigadas sob a maior concentração de Si. A concentração de 1,5 mg mL-1 de Si é considerada ótima para o metabolismo fotossintético de plantas jovens de cacau sob limitação de água no solo.


Palavras-chave


Theobroma cacao; anatomia; enzimas antioxidantes; seca; fotoquímica; SiO2

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461