Ácido abscísico como potencial raleante químico de frutos de pessegueiro

Marcos Antônio Giovanaz, Daniel Spagnol, Josiane Bartz, Mateus da Silveira Pasa, Fabio Clasen Chaves, José Carlos Fachinelo

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do ácido abscísico, aplicado em diferentes doses e estádios de desenvolvimento dos frutos, no raleio de pessegueiro 'Chiripá'. O ácido abscísico (ABA) foi aplicado a 500 mg L-1, em três estádios de desenvolvimento dos frutos, com base na deposição de lignina: estádio 1, aos 24 dias após a plena floração (DAPF); estádio 2, aos 40 DAPF; e estádio 3, aos 52 DAPF. Apenas a aplicação de ABA no estádio 2 – 40 DAPF – reduziu a frutificação efetiva e o número de frutos por planta. Três concentrações de ABA (350, 500 e 750 mg L-1) foram, então, aplicadas aos 40 DAPF. Todas as doses resultaram em aumento da produção de etileno e abscisão dos frutos.


Palavras-chave


abscisão; endurecimento do caroço; regulador de crescimento vegetal; hormônios vegetais; frutíferas de caroço

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461