Antixenose de genótipos de feijoeiro a Chrysodeixis includens (Lepidoptera: Noctuidae)

Rafaela Morando, Edson Luiz Lopes Baldin, Patrícia Leite Cruz, André Luiz Lourenção, Alisson Fernando Chiorato

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar genótipos de feijoeiro quanto à resistência a lagarta-falsa-medideira (Chrysodeixis includens). Inicialmente, foram realizados testes com chance de escolha com 59 genótipos, divididos em três grupos, de acordo com a intensidade de coloração das folhas (verde‑escura, verde‑clara e verde‑médio), para avaliar a preferência quanto à oviposição. Em seguida, selecionaram-se 12 genótipos com grande potencial de resistência, assim como dois padrões comerciais suscetíveis. Com estes genótipos, realizaram-se novos ensaios de oviposição, em casa de vegetação, além de testes de atratividade e consumo, em condições de laboratório (26±2ºC, 65±10% UR e fotófase de 14 h luz: 10 h escuro). No teste sem chance de escolha, com adultos, em casa de vegetação, os genótipos 'IAC Jabola', Arcelina 1, 'IAC Boreal', 'Flor de Mayo' e 'IAC Formoso' foram os menos ovipositados, tendo apresentado resistência do tipo antixenose à oviposição. No teste com chance de escolha, com larvas, Arcelina 4, 'BRS Horizonte', 'Pérola', H96A102‑1‑1‑1‑52, 'IAC Boreal', 'IAC Harmonia' e 'IAC Formoso' foram os genótipos menos consumidos, o que indica antixenose à alimentação. No teste sem chance de escolha, todos os genótipos (exceto 'IAPAR 57') expressaram níveis moderados de antixenose à alimentação de larvas de C. includens.


Palavras-chave


feijão‑comum; resistência de plantas hospedeiras; não preferência; mecanismos de resistência; lagarta‑falsa‑medideira

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461