Análise biométrica do conteúdo de proteína e óleo de genótipos de soja em diferentes ambientes

Josiane Isabela da Silva Rodrigues, Klever Márcio Antunes Arruda, Cosme Damião Cruz, Newton Deniz Piovesan, Everaldo Gonçalves de Barros, Maurilio Alves Moreira

Resumo


O objetivo deste trabalho foi identificar, por meio de análises biométricas, os genitores parentais de soja mais estáveis, com maior teor de óleo ou de proteína, cultivados em diferentes épocas e localidades do Estado de Minas Gerais. Quarenta e nove genótipos foram avaliados nos municípios de Viçosa, Visconde do Rio Branco e São Gotardo, em Minas Gerais, de 2009 a 2011. Os conteúdos de proteína e óleo foram analisados por espectrometria no infravermelho, com uso de analisador FT‑NIR. Os efeitos de genótipo, ambiente e da interação genótipo x ambiente foram significativos. O genótipo de soja BARC‑8 é o melhor genitor para o aumento no teor proteico das progênies, seguido por BR 8014887 e CS 3032PTA276‑3‑4. A seleção para alto teor de óleo é mais eficiente quando os cruzamentos envolvem os genótipos Suprema, CD 01RR8384 e A7002, que apresentam altos valores de média fenotípica, adaptabilidade ampla e maior estabilidade frente à variação ambiental.


Palavras-chave


Glycine max; FT‑NIR; interação genótipo x ambiente; herdabilidade

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461