Algumas árvores leguminosas que produzem frutos úteis no norte do Brasil

David B. Arkcoll

Resumo


Suscintamente, são descritas várias espécies de leguminosas arbóreas produtoras de frutos. Árvores de Parkia phatycephala (Faveira) produzem até 200 kg de vagens secas, contendo alto teor de amido, e que são usadas para alimentar animais durante o período seco do ano, no Estado do Piauí e na região do Tocantins. Pentaclenthra macroloba (Willd.) Kuntze é uma árvore comum ao longo dos bancos dos rios Negro e Amazonas. As sementes secas contêm 45% do óleo que tem sido usado para cozinha e iluminação. Após a extração do óleo, o restante é usado para alimentação animal. Swartzia sp. (uabu) produz sementes grandes que constituem um importante alimento para o grupo de índios Toototóboi. Cassia leiandra Benth (Marimari) é uma árvore comum na parte inundável do Amazonas. As sementes são revestidas de uma polpa verde, com sabor acre-adocicado tão apreciado que chega aos mercados locais. Hymenea coubaril Linn. (Jatobá, Jutaí, Copal) e vários outros membros do mesmo gênero produzem vagens com sementes revestidas de uma polpa pulverulenta comestível. A árvore é mais conhecida pela sua madeira e resina usada para produzir verniz. Das sementes de Dipteryx odorata (Aulb.) Willd. (Cumaru), extrai-se comercialmente o coumarin que é usado como substituto da baunilha, como aromatizante para tabaco e em perfumes. Esta espécie tem madeira muito dura e está sendo testada para reflorestamento na Amazônia. Inga edulis Mart e I. macrophyla H.B.K. são comuns nos quintais na Amazônia e apreciados pela polpa doce que envolve as sementes. As vagens colhidas das árvores silvestres de I. cinnamomea Spruce ex Benth. também são vendidas nos mercados.


Palavras-chave


vagens comestíveis

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461