Acúmulo de matéria seca em sorgo granífero

Álvaro Bueno

Resumo


Resultados da análise de crescimento em experimentos com sorgo granífero (Sorghum bicolor L. Moench), que abrangeram uma certa amplitude de genótipos e condições ambientais, foram examinados desde o crescimento vegetativo até a maturação. A taxa média de crescimento relativo (TCR) diminuiu nas fases vegetativas e de florescimento, aumentando durante o enchimento do grão. A taxa média liquida de assimilação (TLA) foi influenciada pelos fatores externos que afetam a fotossíntese, e também por um processo interno de regulação que controla a quantidade de fotossintatos sintetizados. Quando a demanda foi alta, a fotossíntese e a TLA apresentaram altos valores. Mas, em períodos de pouca utilização de energia, a fotossíntese e a TLA foram baixas. Os valores da TLA foram significativamente mais altos na densidade baixa, devido ao menor autossombreamento das folhas. O híbrido alto apresentou maiores valores da TLA apenas durante a fase vegetativa. As variações na densidade e na altura dos híbridos causaram um maior impacto do que as variações nos espaçamentos, na taxa média de área foliar (TAF). Condições que favoreceram altos valores da TAF proporcionaram baixos valores da TLA, devido a um maior autossombreamento das folhas e consequente baixa eficiência fotossintética. Ficou evidenciado que fotossintatos sintetizados antes do florescimento e armazenados no colmo, foram retranslocados para a panícula durante o período de crescimento do grão.


Palavras-chave


Sorghum bicolor L. Moench; análise de crescimento; fotossíntese; desenvolvimento vegetal

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461