Análise da produção de cebola sob diferentes regimes de irrigação

Tânia A. dos Santos Abreu, Augustin A. Millar, Eliane Nogueira Choudhury, Mohammad M. Choudhury

Resumo


Usando-se um delineamento de blocos casualizados, com cinco tratamentos e cinco repetições, estudou-se o efeito de diferentes regimes de irrigação sobre a produção e tamanho dos bulbos de cebola, variedade Amarela Chata das Canárias. Os tratamentos consistiram em se usar a irrigação quando o potencial matricial do solo atingisse -0,1; -0,5; -1; 2 e -4 bares. Por ocasião da colheita de terminaram-se a produção e o peso médio dos bulbos. Para a produção de bulbos, verificou-se diferença significativa ao nível de 5% de probabilidade entre os tratamentos de irrigação. Nos níveis de irrigação de -0,5; -1; -2 e -4 bares, as produções não diferiram estatisticamente. A maior produção foi obtida com o controle da irrigação a -0,1 bar, sendo 81,7% maior que a média dos outros tratamentos. O peso médio dos bulbos de cebola diminuiu com a diminuição do potencial matricial no solo (maior sucção). Os valores médios foram 130, 72, 63, 58 e 52,5 gramas para os tratamentos manejados a -0,1; -0,5; -1; -2 e -4 bares de potencial matricial no solo. Entretanto, as produções comerciais com peso de bulbos na faixa 50 - 150 gramas foram 45, 70, 65, 60 e 50% da produção total, respectivamente, para os mesmos tratamentos.


Palavras-chave


cebola; irrigação; nordeste; peso médio de bulbos; regimes de irrigação

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461