A calagem na produção de matéria seca e composição mineral do sorgo em solo Gley Pouco Húmico.

Miralda Bueno de Paula, Francisco Dias Nogueira, Hélio Lopes dos Santos

Resumo


O experimento foi instalado em casa-de-vegetação, com o objetivo de estudar os efeitos da calagem sobre a produção de matéria seca e concentração de nutrientes no sorgo (Sorghum bicolor L. Moench) granífero AG 1003, cultivado em solo Gley Pouco Húmico (GPH), rico em matéria orgânica. Os tratamentos constituíram em 5 níveis de calcário, determinados por dois métodos de recomendação: 1. testemunha (sem calagem); 2, calagem pelo método do Al trocável 2 x Al + 2- (Ca + Mg) e 1/3, 2/3 e 4/3 da calagem recomendada pelo método SMP pH 6.0 Shoemaker McLean & Pratt (SMP). Níveis adequados de P no tecido das plantas foram obtidos com doses de calcário mais altas do que as indicadas no método Al e Ca + Mg. Com a aplicação de calcário pelo método do alumínio, apenas 36% do Al trocável havia sido neutralizado. As maiores produções de matéria seca de raízes e parte aérea foram obtidas através da aplicação de calcário em quantidades superiores às recomendadas pelo método do Al e Ca + Mg. Os resultados indicam que para o solo GPH, com alto teor de matéria orgânica, o Al e (Ca + Mg) não constituíram critério adequado de recomendação de calagem para cultura do solo.


Palavras-chave


solo hidromórfico; solo de várzea.

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461