Desempenho de caprinos nativos e ovinos Morada Nova em diferentes pastagens no Ceará

Antônio Amaury Oriá Fernandes, Francisco Hélio Ferreira Machado, João Monteiro de Sales Andrade, Fernando Antônio Bezerra de Menezes, Amadeu Gladstone Catunda, Elsio Antônio Pereira de Figueiredo

Resumo


As taxas de parição, mortalidade de adultos e gemelidade de caprinos nativos e ovinos Morada Nova, foram avaliadas de 1977 a 1979, em três tipos de pastagens - Nativa de Caatinga, Nativa Raleada e de capim-buffel (Cenchrus ciliaris L.). O ensaio foi conduzido na Fazenda Iracema, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Ceará - EPACE -, em Quixadá, CE. As taxas de parição foram diferentes para anos, espécies, anos x espécies e espécies x pastagens. Os caprinos apresentaram 55,7%, 91,6% e 70,8% de parição e os ovinos, 89,1%, 85,2% e 86,9% em 1977, 1978 e 1979, respectivamente. A taxa de gemelidade foi significativamente maior nos caprinos (43,0%) que nos ovinos (25,8%). As taxas de mortalidade de adultos foram diferentes para anos, espécies, anos x espécies e espécies x pastagens. A sobrevivência dos ovinos foi de 87,6%, 98,0% e 85,1%; e dos caprinos, 92,9%, 95,3% e 98,6% em 1977, 1978 e 1979, respectivamente. Os ovinos morreram mais na pastagem nativa de caatinga enquanto os caprinos não foram afetados pelo tipo de pastagem. A capacidade de suporte da pastagem cultivada foi maior em 350% a da nativa de caatinga e em 182% a da nativa raleada.


Palavras-chave


parição; mortalidade; gemelidade; pastagem nativa; pastagem raleada; pastagem Cultivada; capim-buffel; Cenchrus ciliaris; caatinga; capacidade de suporte

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461