Aplicação de N, K, S e suas relações com o rendimento, teor de nitrogênio, nitrato e potássio de grãos de ervilha em casa de vegetação

José Joaquim Santana e Silva, Humberto Bohnen

Resumo


Em condições de casa de vegetação, na Faculdade de Agronomia da UFRGS, conduziu-se um experimento em um Planossolo epleutrófico endoálico (Millic Ochraqualfs) com ervilha (Pium sativum L.) cv. Triofin, em 1984, com o objetivo de avaliar a qualidade nutritiva e o rendimento de grãos em função da aplicação de N, K e S. Foram testadas três doses de nitrogênio (zero, 50 ppm e 100 ppm), três de potássio (zero, 100 ppm e 200 ppm) e duas de enxofre (zero e 30 ppm). Os resultados obtidos mostraram que o nitrogênio foi eficiente, apenas, quando associado às doses de potássio, no aumento da concentração de potássio nos grãos e o potássio, dentre os nutrientes aplicados, foi o que mais contribuiu, não somente pelo incremento na produção de grãos, como também pela elevação da parte protéica.


Palavras-chave


Pisum sativum; nitrogênio protéico; adubação

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461