Aplicação de inseticidas sistêmicos via cápsulas de gelatina

Kiniti Kitayama, Geraldo Alberto Luzes Ferreira

Resumo


Pelo fato de serem os inseticidas sistémicos solúveis em égua, o período de atuação destes inseticidas torna-se relativamente curto, o que nem sempre é desejável, principalmente em se tratando de hortaliças e legumes. Neste trabalho estamos relatando um método novo para prolongar o período de atuação dos inseticidas sistémicos granulados hidrossolúveis, acondicionando-os em cápsulas de gelatina, método este que oferece uma liberação parcimoniosa do princípio ativo. Os resultados mostram que o encapsulamento oferece uma melhor proteção às plantas quando comparadas com o método de aplicação tradicional, em sulcos. Paralelamente, este trabalho mostra os resultados das análises de resíduos destes inseticidas e seus metabólitos nos frutos. O experimento foi realizado em tomateiro (Lycopersicum esculentum) e o objetivo foi o controle de afídeos e tripes utilizando-se Aldicarb e Carbofuran.


Palavras-chave


Aldicarb; Carbofuran; insetos sugadores; tomateiro

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461