Acúmulo de matéria seca e composição dos carboidratos de uma nova cultivar de milho, com endosperma triplo mutante "Sugary-Opaque-2-Waxy"

Magali C. M. S. T Machado, Felix G. R. Reyes, Willian J. da Silva

Resumo


O acúmulo de matéria seca e a composição de carboidratos de uma nova cultivar de milho, o triplo mutante Sugary-Opaque-2-Waxy, foram estudados comparativamente em relação às cultivares Sugary-Opaque-2, Waxy-Sugary-Opaque-2 e uma cultivar de milho (Zea mays L.) normal. De uma maneira geral, todas as cvs. estudadas apresentaram, aos 25 dias após a polinização (DAP) teores semelhantes de açúcares solúveis redutores. As cultivares que continham o gene sugary apresentaram teores mais elevados de acúcares solúveis totais e de fitoglicogênio, em comparação com as cultivares com endospernia amiláceo. Uma relação inversa foi observada para o conteúdo de amido. A avaliação do acúmulo de matéria seca, em diferentes estádios de maturação, 15, 20, 25, 30 e 35 DAP, indicou que o milho normal e o triplo mutante apresentaram os maiores e menores valores de porcentagem de peso seco, respectivamente. O triplo mutante mostrou acúmulo de matéria seca mais lento do que seus ascendentes, proporcionando um período mais prolongado de colheita como milho verde, favorecendo o seu consumo in natura


Palavras-chave


Zea mays; composição de carboidratos; açúcares solúveis redutores; fitoglicogênio; endosperma amiláceo.

Texto completo:

PDF


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461