Aclimatização de plântulas de Tapeinochilos ananassae em associação com fungos micorrízicos arbusculares

João Ricardo de Oliveira Gonçalves, Thiago Alberto de Lima Morais, Natoniel Franklin Melo, Adriana Mayumi Yano-Melo

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de três isolados de fungos micorrízicos arbusculares na promoção do crescimento de plântulas micropropagadas de Tapeinochilos ananassae durante a fase de aclimatização. O experimento foi realizado em casa de vegetação, tendo-se utilizado o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos de inoculação: controle não inoculado e plantas inoculadas com Glomus etunicatum, Acaulospora longula ou Gigaspora albida, com dez repetições. Após 90 dias, foram avaliados os seguintes parâmetros: percentual de sobrevivência, altura, número de folhas e de perfilhos, área foliar, biomassa fresca e seca, conteúdo de macro e micronutrientes nas partes aérea e radicular, número de glomerosporos e colonização micorrízica. O percentual de sobrevivência foi de 100%, exceto para as plantas inoculadas com G. albida (80%). O isolado G. etunicatum é o mais adequado para o desenvolvimento das plantas, pois aumenta a sobrevivência, o crescimento, a produção de matéria seca, o conteúdo nutricional e o vigor de plantas micropropagadas de T. ananassae.

Palavras-chave


Glomeromycota; promoção do crescimento; micropropagação; nutrição mineral; flores tropicais

Texto completo:

PDF (English)


Embrapa Sede
Parque Estação Biológica - PqEB - Av. W3 Norte (final) Caixa Postal 040315 - Brasília, DF - Brasil - 70770-901
Fone: +55 (61) 3448-2461